Bahia é apresentada como sede do XIX Virtual Educa em Washington

0
521

O Estado da Bahia foi apresentado, nesta terça-feira (12), como a sede do XIX Encontro Internacional Virtual Educa, em Washington (EUA), pelo secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro. O encontro vai ocorrer entre os dias 4 e 8 de junho de 2018, em Salvador, com o tema ‘Educação para transformar a sociedade em um espaço único multicultural’.

Secretário Walter Pinheiro: “Virtual Educa será uma oportunidade para que os profissionais da educação tenham experiências inovadoras para melhorar a aprendizagem dos estudantes”.

Durante a apresentação, o secretário falou sobre diversas ações que estão sendo implementadas pelo Governo da Bahia na Educação e destacou a importância do encontro. “Este é um dos maiores programas mundiais de estímulo às inovações e ao uso das tecnologias como instrumento pedagógico e de gestão escolar, envolvendo governos, empresas e a sociedade organizada. Será uma oportunidade para que os profissionais da educação tenham experiências inovadoras para melhorar a aprendizagem dos estudantes”, destacou.

Pinheiro mostrou como a tecnologia tem contribuído como ferramenta para o eixo pedagógico da rede estadual de ensino, a exemplo do programa de Ensino Médio por Intermediação Tecnológica (Emitec). O programa atende a mais de 21 mil estudantes e faz uso de uma rede de serviços de comunicação multimídia que integra dados, voz e imagem, se constituindo em uma alternativa pedagógica para atender a jovens e adultos dos 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE) que, prioritariamente, moram em localidades distantes (ou de difícil acesso) em relação a centros de ensino e aprendizagem onde não há oferta do Ensino Médio.

Pinheiro também citou a parceria com o Google que está em curso com mais de mil professores da rede estadual participando da formação com foco no uso de aplicativos educacionais em sala de aula, a partir do uso de Chromebooks. “O foco do trabalho que estamos desenvolvendo é no eixo pedagógico das escolas, porém com o uso da tecnologia como ferramenta, para tornar mais atrativo e dinâmico o ensino e a aprendizagem”, destacou, ao completar que este projeto deve envolver mais de 28 mil educadores e 572 escolas.

Para a próxima edição do encontro, já está agendada a entrada da Baía de Todos-os-Santos no programa Economia Azul (Blue Economy), do Banco Mundial, que visa estabelecer um marco mundial sobre a economia do mar, com foco na sustentabilidade e na economia sustentável. “Além deste, estamos articulando junto ao Banco Mundial e ao Virtual Educa outras possibilidades de acordos”, enfatizou Pinheiro, ao destacar que os debates ocorridos em Washington envolveram, ainda, a necessidade de melhoria no aprendizado com foco nas escolas e, também, nos sistemas educacionais.