Projeto Brasil IT+: Softex e Apex-Brasil promovendo a internacionalização das empresas brasileiras de TI

Mais do que um projeto de promoção comercial de exportações, uma estratégia de internacionalização de empresas.

0
316

Há 14 anos, a Softex e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) desenvolvem o Brasil IT+, projeto de promoção de exportação do setor de software e serviços de TI. Sua proposta é promover a expansão internacional das empresas deste segmento estratégico, fomentando a competitividade do setor e gerando negócios de valor agregado para a balança comercial brasileira.

O processo de internacionalização engloba um conjunto de ações contínuas que visam o acúmulo de conhecimento e de relacionamentos no mercado externo. As ações propostas estão focadas na preparação e no engajamento das empresas no ecossistema global.

As empresas aderidas ao Brasil IT+ exportaram R$ 1,5 bilhão em 2018, valor que representa 41% de toda a operação internacional deste segmento.

Com portfolio e segmento de atuação variados, as cerca de 300 empresas participantes do Projeto Setorial Brasil IT+ abrangem 14 Estados da Federação, são responsáveis pela geração de 56 mil empregos diretos e têm como principais mercados-alvos a América Latina (78%) e os Estados Unidos (73%).

Além das ações para promoção comercial, os investimentos do Brasil IT+ possibilitaram a criação de importantes iniciativas como o International Way e IWAY – Growth Mindset, programas completos de capacitação, treinamento e incentivo às exportações das empresas nacionais de TI.

O International Way fornece, por meio de uma rede de parceiros, uma boutique de soluções de baixo custo e atalhos para internacionalização. Já o Iway – Growth Mindset é uma iniciativa de cultura e expansão internacional de empresas nascentes de base tecnológica. E é desta forma, atuando não apenas como um projeto de promoção comercial, mas como implementador de uma estratégia de internacionalização de empresas, que o Projeto Brasil IT+ tem colaborado para ampliar o volume de exportações, para aumentar a visibilidade da indústria brasileira de TI nos principais mercados mundiais e também para fortalecer a imagem do país como um centro de excelência no setor.