O XIX Encontro Internacional Virtual Educa Bahia 2018, um dos maiores encontros internacionais de tecnologia aplicada à Educação da América Latina, que será realizado pela primeira vez na Bahia, de 4 a 8 de junho, contará com a participação de renomados palestrantes brasileiros e estrangeiros. São professores, escritores e pesquisadores que estudam a Educação e a sua relação com as mais diferentes áreas do conhecimento, como a Tecnológica, e estão vinculados a instituições de ensino em várias partes do mundo.

Dentre as presenças já confirmadas está Vani Moreira Kenski, doutora e mestre em Educação, vice-presidente da Associação Brasileira de Educação a Distância e professora da Universidade de São Paulo (USP). Kenski é autora de livros, como ‘Educação e Tecnologias o novo ritmo da informação e Tecnologias’. Robson Lemos é outro palestrante. Ele é professor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), doutor pela University of Calgary, no Canadá, mestre pela UFRGS e graduado em Ciência da Computação pela UFSC, e pesquisador de Interação Humano-Computador e Tecnologias Interativas para Educação.

Virtual Educa Bahia 2018 acontecerá no novo Centro de Formação e Eventos da Secretaria da Educação do Estado da Bahia e contará com a participação de renomados palestrantes brasileiros e estrangeiros. Clic para tuitear

Entre os pesquisadores estrangeiros, Ruth Contreras é PhD pela Universidade da Catalunha, na Espanha, na área de Engenharia Multimídia e aprendizagem baseada em novas tecnologias, co-fundadora e coordenadora do Observatório de Comunicação, Videogames e Entretenimento da InCom-UAB-Uvic, professora da Universidade Vic-Central da Catalunha e da ENTI-Universidade de Barcelona e diretora da revista Digital Work. Já a pesquisadora Ana Isabel Veloso é doutora em Ciências e Tecnologias da Comunicação na Universidade de Aveiro, em Portugal, com mestrado em Engenharia Biomédica e licenciatura em Engenharia Informática pela Universidade de Coimbra, no mesmo país. Professora da Universidade de Aveiro, ela é presidente da mesa da assembleia da Sociedade Portuguesa dos Videojogos (SPCV) e pesquisa temas como a Comunicação em contextos de mediação tecnológica, design participativo e videojogos.

O Virtual Educa contará, também, com a participação de educadores da Bahia, como o professor Naomar de Almeida Filho, que é professor titular de Epidemiologia no Instituto de Saúde Coletiva da UFBA, médico, mestre em Saúde Comunitária, Ph.D. em Epidemiologia e doctor of Science Honoris Causa pela McGill University, Canadá. Naomar é professor visitante nas seguintes universidades: Universidade da Carolina do Norte, em Chapel Hill, Universidade da Califórnia em Berkeley, Universidade de Montreal e Universidade Harvard, ex-reitor da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) e da UFBA. É pesquisador em diversas áreas, incluindo a interação entre os Ensinos Superior e Básico e bolsista de produtividade 1A do CNPq.

Com o tema “Educação para transformar a sociedade em um espaço multicultural único”, o Virtual Educa acontecerá no novo Centro de Formação e Eventos da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, a ser inaugurado no antigo ICEIA, no bairro do Barbalho, em Salvador. Paralelamente, o Virtual Educa envolverá o Fórum Global de Educação e Inovação “Cooperação Sul-Sul”, voltado para representantes governamentais e de instituições internacionais, a ser realizado no Porto de Salvador.

Segundo o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, o Virtual Educa possibilitará que educadores e estudantes da Bahia possam apresentar as experiências que são desenvolvidas em sala de aula. “Com a participação de grandes personalidades da Educação, os nossos estudantes e professores terão, inclusive, a chance de conhecer o que está sendo feito em outros países, acessando conteúdos que venham fortalecer o pedagógico das nossas escolas”, afirmou.

Inscrições

Quem desejar participar do evento precisa se inscrever, até 20 de maio, através do link virtualeduca.org/bahia2018/inscripcion. Para professores e profissionais de Educação das redes municipal, estadual e federal do Estado da Bahia as inscrições são gratuitas. Inscrições também estão abertas, até 30 de abril, para os educadores e pesquisadores que desejarem apresentar trabalhos acadêmicos durante o Virtual Educa. As inscrições devem ser feitas pelo endereço: virtualeduca.org/encuentros/bahia2018/PT/ponencias. A seleção dos trabalhos será feita por uma comissão científica internacional. O resultado final dos selecionados será publicado no dia 11 de maio.

Alguns dos palestrantes já confirmados para o XIX Virtual Educa Bahia (4 a 8 de junho)

Débora Garofalo – Formada em Letras e Pedagogia pela UNICAMP, com de 13 anos de experiência na rede pública de SP na educação infantil, ensino fundamental I, II, ensino médio e em educação para jovens e adultos, em salas multidisciplinares. Realiza trabalhos transdisciplinares envolvendo programação, robótica com sucata/livre e animações. Colunista da Revista Nova Escola onde possui uma coluna sobre Tecnologia.

Alessandro Farias – Palestrante, pesquisador, sócio fundador da empresa OITI/NETi TECNOLOGIA. Pesquisa e trabalha com redes neurais artificiais, neurotecnologia, biometria facial e visão computacional. Inventor da tecnologia CERTIFACE, da imagem Linux LiMobile e OSAR.

Robson Lemos – Doutor pela University of Calgary – Canadá, mestre pela UFRGS e graduado em Ciência da Computação pela UFSC. Professor da UFSC, Pesquisador de Interação Humano-Computador e Tecnologias Interativas para Educação. Líder do Grupo de Pesquisa Ciência e Visualização de Dados (LabData) e do Grupo de Pesquisa Anatomia Humana e Aprendizagem Interativa (LabAnatomiaInterativa).

Anna Penido – Diretora do Instituto Inspirare. Jornalista formada pela UFBA, com especialização em Direitos Humanos pela Universidade de Columbia e em Gestão Social para o Desenvolvimento pela UFBA. Em 2011, participou do programa Advanced Leadership Initiative da Universidade de Harvard. Integrou as equipes da Fundação Odebrecht e do Liceu de Artes e Ofícios da Bahia. Coordenou o escritório do UNICEF para os Estados de São Paulo e Minas Gerais. É fellow Ashoka Empreendedores Sociais.

Lynn Alves – Doutora pela UFBA. Estágio pós-doutoral na área de jogos eletrônicos e aprendizagem pela Università degli Studi di Torino – Itália. Professora da UFBA. Coordena os projetos de pesquisa e desenvolvimento em jogos digitais (FINEP/CNPq/FAPESB) como: Tríade, Búzios: ecos da liberdade, Guardiões da floresta, Brasil 2014: rumo ao Hexa, Insitu, Industriali, e outros. Bolsista de produtividade desenvolvimento tecnológico e extensão inovadora do CNPq – Nível 2.

Eliane Schlemmer – Doutora em Informática na Educação, mestre em Psicologia pela UFRGS e bacharel em Informática pela UNISINOS. Professora Titular do Programa de Pós-Graduação em Educação na UNISINOS. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq. Líder do Grupo de Pesquisa Educação Digital – GPe-dU UNISINOS/CNPq. Autora de livros, capítulos de livros e artigos publicados no Brasil, na América Latina, nos EUA, Europa e Ásia.

Ruth Contreras – PhD da Politécnica da Universidade da Catalunha na área de engenharia multimídia e aprendizagem baseada em novas tecnologias. Co-fundador e coordenador do Observatório de Comunicação, Videogames e Entretenimento da InCom-UAB-UVic. Professor da Universidade Vic-Central da Catalunha e da ENTI-Universidade de Barcelona. CEO da empresa Digital Work Force. Diretor da revista Digital Work.

Ana Isabel Veloso – Doutora em Ciências e Tecnologias da Comunicação na Universidade de Aveiro, com mestrado em Engenharia Biomédia e licenciatura em Engenharia Informática pela Universidade de Coimbra. Professora da Universidade de Aveiro.. Presidente da mesa da assembleia da Sociedade Portuguesa dos Videojogos (SPCV). Pesquisadora de temas tais como: comunicação em contextos de mediação tecnológica, design participativo, videojogos, e outros.

Vani Moreira Kenski – Doutora e mestre em Educação. Licenciada em Pedagogia e Geografia. Vice-presidente da ABED (Associaçao Brasileira de Educação a Distância). Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da USP. Pesquisadora do CNPq (bolsista de produtividade). Autora dos livros: Tecnologias e Ensino Presencial e a Distância; Educação e Tecnologias o novo ritmo da informação e Tecnologias e Tempo Docente, todos publicados pela Editora Papirus.

Cybele Amado de Oliveira – Mestre em desenvolvimento e gestão social e graduada em pedagogia pela UFBA. Presidente do Instituto Chapada de Educação e Pesquisa (ICEP) – organização que contribui para a melhoria da qualidade da educação pública. Todos os municípios em que o Instituto já atuou tiveram crescimento da nota do IDEB, com alcance da meta estabelecida pelo Ministério da Educação.

Daniel Puig – Doutor em Música pela UNIRIO, fez estágio de pesquisa na Universität der Künste (UdK-Berlin, Alemanha), com bolsa do DAAD (Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico). Tem trabalhos premiados como professor e artista, no Brasil e no exterior. Professor Adjunto da UFSB. Foi Pró-Reitor de Gestão Acadêmica em 2016-17. Coordenou os processos de implantação dos Complexos Integrados de Educação e das Licenciaturas Interdisciplinares na UFSB.

David Moises Barreto dos Santos – Graduado em Ciência da Computação, mestrado em Ciência da Computação e doutorado em Difusão do Conhecimento pela Universidade Federal da Bahia . Atualmente é professor adjunto da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), atuando no curso de Engenharia de Computação e no Mestrado em Educação (PPGE). Tem interesse e experiência nas seguintes áreas: Educação (com ênfase nestes tópicos: Educação em Computação, Problem-Based Learning, Logoterapia e Análise Existencial aplicada à Educação) e Informática na Educação de pré-adolescentes e jovens universitários.

Naomar de Almeida Filho – Professor Titular de Epidemiologia no Instituto de Saúde Coletiva da UFBA Médico, Mestre em Saúde Comunitária, Ph.D. em Epidemiologia. Doctor of Science Honoris Causa pela McGill University, Canadá. Professor Visitante nas seguintes universidades: Universidade da Carolina do Norte, em Chapel Hill, Universidade da Califórnia em Berkeley, Universidade de Montreal e Universidade Harvard. Ex-Reitor da UFSB e da UFBA. Pesquisador em diversas áreas incluindo a interação entre os ensinos superior e básico, Bolsista de Produtividade 1A do CNPq.